Blog

Reportagem Vito Fogo

São Filipe, 11 Mar (Inforpress) – A Associação Projecto Vitó coordena a produção de um documentário sobre a conservação das aves marinhas de Cabo Verde, coordenado por Herculano Dinis, que vai incidir sobre todas as espécies de aves marinhas de Cabo Verde.

Trata-se, segundo o coordenador do Projecto Vitó, Herculano Dinis, de um trabalho realizado em colaboração com outras organizações não-governamentais que trabalham no sector do ambiente, como a Biosfera e a Lantuna.

Uma equipa de três profissionais está a proceder a filmagem para a produção de um documentário de 45 minutos que será exibido na televisão de Cabo Verde e de outros países, disse o professor de Zoologia da Universidade de Barcelona, Jacob Gonzalez Solis, sublinhando que a equipa já visitou a Baía de Inferno (Santiago), trabalhou na ilha do Fogo na monitorização dos ninhos de Gongon, tendo depois se deslocado ao Ilhéu de Cima, onde durante dois dias realizou o trabalho de terreno.

A equipa, que se encontrava na ilha Brava deve, deslocar-se na próxima semana à ilha da Boa Vista, já que o documentário abrange todos os locais de reprodução das aves marinhas para mostrar as oito espécies de aves marinhas que estão a reproduzir em Cabo Verde, das quais cinco são endémicas.

Daí, explicou, a importância da sua divulgação porque o País tem “grande responsabilidade” na conservação das espécies endémicas e, para tal, é preciso que as pessoas conheçam esta realidade e ajudem na protecção.

O Ilhéu de Cima é, no dizer do professor, um “lugar-chave” para a reprodução das aves marinhas em Cabo Verde e com “importância internacional pela quantidade e diversidade” de aves  marinhas que reproduzem neste espaço.

Por isso, destacou o trabalho que o Projecto Vitó está a implementar neste espaço com a presença de, pelo menos, duas a três pessoas durante todo o ano no Ilhéu de Cima, para garantir a sua protecção e a monitorização de todas as aves  marinhas que estão a reproduzir ao longo do ano.

Jacob Gonzalez Solis referiu que em reprodução do Pedreiro Azul, por exemplo, em Cabo Verde existem lugares importantes para reprodução, nomeadamente o Ilhéu de Cima, o mais importante, os Ilhéus de Laja Branca (Maio) e dos Pássaros (Boa Vista).

Sublinhou que no Ilhéu dos Pássaros estão a trabalhar na colocação de ninhos artificiais (caixas de madeira) que permitem aos animais reproduzir com mais segurança, além de facilitar o seu seguimento e monitorização.

A mesma fonte indicou que o documentário terá um lançamento internacional para que as pessoas conheçam a realidade e entender que é importante conservar as aves marinhas, que é “uma das grandes riquezas” de Cabo Verde.

JR/AA

Inforpress/Fim

EnglishFrenchGermanPortuguese